Imprimir

JBES

O mercado da saúde brasileiro está entre os dez maiores do mundo. O crescimento do setor tem sido acompanhado por uma demanda crescente por informações e conhecimento que auxiliem a tomada de decisão e uma ampliação planejada da oferta de serviços e produtos vinculados à saúde.

A Economia da Saúde se insere nesse contexto como um campo de produção de conhecimento interdisciplinar que tem ajudado a promover a análise da eficiência de medicamentos, dispositivos e terapias de acordo com critérios clínicos e econômicos, buscando alternativas que aliem o atendimento das necessidades terapêuticas à disponibilidade de recursos financeiros.

O Jornal Brasileiro de Economia da Saúde (JBES) foi criado em 2009 com o objetivo de promover e disseminar o conhecimento nas áreas de Economia da Saúde, Farmacoeconomia e Avaliação de Tecnologias em Saúde. O conteúdo das edições é disponibilizado nos formatos impresso e eletrônico com periodicidade quadrimestral.

Com a divulgação do conhecimento produzido pela Economia da Saúde pretende-se ajudar a diminuir os impactos negativos que podem estar associados aos processos decisórios como, por exemplo, escolhas relativas à incorporação de novas tecnologias, tratamentos e medicamentos. Os estudos em Economia da Saúde têm ajudado a priorizar os procedimentos médicos mais eficazes e contribuído para o desenvolvimento de alternativas que aliem critérios de sustentabilidade econômica ao atendimento das necessidades dos indivíduos.

O JBES coloca-se, assim, como um canal de comunicação e fomento à articulação entre a indústria farmacêutica, agências reguladoras, organizações de saúde suplementar, hospitais, centros de pesquisa, universidades e demais instituições interessadas no desenvolvimento de estudos que explorem a interface entre economia e saúde, contribuindo com a ampliação do acesso da população aos medicamentos e aos serviços de saúde.